Insônia


 

Essa noite foi de “cão”, resultado de uma insônia estúpida que se instalou em minhas entranhas, sugou todas as minhas forças e energias. Para aqueles que não sabem do que se trata, lá vai uma rápida explicação retirada do “pai dos burros” da internet:

 

“Insônia é a dificuldade em iniciar ou manter o sono. Acompanha-se da sensação de sono não reparador notado na manhã seguinte. Como conseqüência, no dia seguinte apresenta fadiga, irritabilidade e agressividade. A duração da insônia varia, podendo ser desde a insônia de poucos dias de duração; até a insônia de longa duração por meses ou anos.”

(Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ins%C3%B4nia)

Tive muito tempo, durante essa noite, para refletir as causas dessa insônia e não cheguei a um denominador comum sobre o propósito e/ou objetivo que obrigou meu sono se dissipar da minha alma, mas acho que tenho algumas suspeitas de tal caos. Talvez tenha sido a massa cefálica estourada em pedaços e espalhados por vários lugares ao chão, tudo movido por uma força de suicídio, não me perguntem o motivo, mas foi esse o relato me passado por um grande amigo lá de Brasília, comentou também, como esse lugar, palco dessa loucura, é muito utilizado pelas pessoas fracas de carne e emoção. Ou quem sabe essa minha falta de sono foi motivada pelos olhos esbugalhados, dilatados e presos em um instante de tempo, que levou esses mesmos olhos a voar pelo vidro de um carro acidentado e ir parar cinco metros a frente do ponto de colisão, olhos que viram a face da morte. É possível também que tenha sido causada pela disritmia do batimento cardíaco da personagem de um filme, morta por um maníaco estripador de carne, ou seja, a carnificina do ser humano retratada aos olhos da sétima arte, que tive o prazer de assistir ontem. Ou melhor, acho que foi a morte da mãe de uma parceira de trabalho, não tive coragem de ir ao velório, não me sinto bem, não fui humilde o suficiente para consolar minha amiga nessa hora de dor, sou um ingrato, não sinto emoções. Contudo houve agravantes, um grande amigo meu acabou  por sofrer um AVC durante essa semana, muito triste, o estado dele é crítico, e com isso mais um problema, um acúmulo para minha insônia. Mas tenho quase certeza que o motivo que acarretou esse meu drama comumente, foi à falta de informações, avisos, mensagens, seja elas quais forem: sinal de fumaça, código Morse, braile, pisca-pisca, ou seja, uma rotina quebrada por assuntos mundanos e/ou o esquecimento proposto de partes alheias.

 

 

RPh A.

Anúncios