Mundo louco?


Essa eu não poderia deixar passar, esse é o mundo moderno onde todos possuem o direito de fazer o que bem entendem, se liguem na história:

“Alguns pais decidem não querer saber o sexo da criança durante a gestação. Esperam pela hora do parto para descobrirem se é um menino ou uma menina. Um casal de 24 anos na Suécia levou esta prática além dessa realidade. Eles se recusam a dizer o sexo de sua criança, que já tem dois anos e meio de idade. “Queremos que Pop cresça com maior liberdade e que não seja forçado a um gênero que o/a moldará”, disse a mãe. Pop (um nome fictício para proteção da criança) usa vestidos e também calças masculinas e seu cabelo muda do estilo feminino para o masculino a cada manhã. Apesar de Pop saber as diferenças entre um menino e uma menina, os pais se recusam a adotar pronomes para chamar a criança. A controversa atitude do casal gerou um intenso debate no país.”

Com certeza algo bem estranho vai surtir nessa criança, ora homem noutra mulher, eita mundo louco, até posso entender o ponto de vista dos pais sobre o famoso câncer imposto pela sociedade, tantos paradigmas foram criados ao longo dos anos em relação a sexo, afinal o que pode ou o que não pode? As respostas para essas perguntas não tenho como explicar, mas um fato pode-se considerar é o primeiro caso de “hermafrodita psicológico” do mundo.

Rapha.

Anúncios