Significado de uma solidão


Continuação

Afundado na solidão estou, desde que você me largou a vida não tem mais sentido, não existe mais cores, estou absorto na escuridão devido a total ausência de luz que emanava da sua presença. Tentei entender essa dor provana, a sua ausência é devastadora. Uma solidão já então calejada, mas, ao mesmo tempo, claustrofóbica. Procuro entender a lógica desconexa dessa sensação, fui atrás de uma explicação, algo concreto que estabelecesse uma integridade moral para minha inquietação, procurei e achei isso, uma breve elucidação, reflexo do meu estado de espírito:

“No vocabulário de língua portuguesa a palavra “solidão” significa: estado de quem se sente ou está só. A solidão é um estado interno, a princípio um sentimento de que algo ou alguém está faltando. Uma sensação de separatividade e desconexão com algo ainda inconsciente, sendo que numa visão espiritualista é a separação de Deus, Eu Superior, Self, Vida ou o Todo.”

Acredito, e tenho certeza, que cada ser humano vem sozinho ao mundo, atravessa pela vida como uma pessoa e morre finalmente sozinho, da mesma forma como foi concebido. Porém, as fases de passagem pela vida física marca as virtudes do indivíduo e, consequentemente, você marcou a minha, e de forma ultra-especial vai durar muita mais além dela, viverei experiências além mundo, fora da realidade, mas o único defeito é que não estarás do meu lado, para compartilhar desse amor verdadeiro que possuo por te, onde nem tudo é passageiro e impermanente, tudo é infinito.

Fico me perguntando se a idéia da separação e do estar só é apenas uma ilusão? Será que você faz por mau gosto? Será que você me quer ver sofrer? Você não sabe o quanto sou louco por te? Será que não entende que irei me matar para que essa dor para de atravessar meu coração que só chora? Mas, penso que nada se vai totalmente e nada está separado. Ficará sempre a lembrança no qual contém toda a experiência e vivência ocorrida.

Fui mais fundo nos meus estudos descobri que alguns filósofos, como Jean-Paul Sartre, acreditavam numa solidão epistêmica, onde a solidão é parte fundamental da condição humana por causa do paradoxo entre o desejo consciente do homem de encontrar um significado dentro do isolamento e do vazio do universo. E, é essa a acritude que devo seguir, uma acrimônia qualquer que sinto que terei que vestir para poder superar essa sua falta.

Volte, me coma e devore meus sentimentos, solidão que não mais sentirei quando estiveres do meu lado, por favor minha alma vestida de anjo, volte para sua pessoa amada, não me faça sentir mais essa solidão. Não me faça procurar mais significados inúteis para esse problema, a ciência não explica sentimentos, eles não sabem o que é o amor. Apenas solidão.

Rapha.

Anúncios