Descobri que sou burro


O MEC (Ministério da Educação) divulgou recentemente dez exemplos de questões de cada uma das áreas avaliadas pelo novo formato de Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Assim temos como modelo do que está por vir. Com elas, eu pude me aproximar do modelo de perguntas que irá cair na prova real. Mesmo não sendo candidato a “porra” nenhuma resolvi fazer o teste e tentei responder essas perguntas. Das 10 perguntas, apenas acertei 1 (kkkk), santa ignorância a minha, e vamos ser sinceros, sou muito burro. Quando ainda estava nos tempos de colégio sempre fui “brilhante” – não querendo me gabar – sempre dedicado aos estudos. Mas, muito tempo se passou desde meu ultimo vestibular e, consequentemente, sai há mais uns tantos anos do colegial, e assim, descobri o quanto nosso ensino é defasado, pois, meus antigos moldes de estudo formatados, o famoso decoreba, em nada permaneceu em minha mente, apenas resquícios ficaram na memória. Devido a isso ainda ouso, ou melhor, arrisco ser professor particular nas horas vagas, e olhe que ainda sou bom. Porém, não tão bom quando fui. Agora sou um burro que apenas entende de publicidade e marketing. Abaixo segue a única questão que acertei:

O gráfico a seguir ilustra, de maneira hipotética, o número de casos, ao longo de 20 anos, de uma doença infecciosa e transmissível (linha cheia), própria de uma região tropical específica, transmitida por meio da picada de inseto. A variação na densidade populacional do inseto transmissor, na região considerada, é ilustrada (linha pontilhada). Durante o período apresentado não foram registrados casos dessa doença em outras regiões.

Gráfico

Sabendo que as informações se referem a um caso típico de endemia, com um surto epidêmico a cada quatro anos, percebe-se que no terceiro ciclo houve um aumento do número de casos registrados da doença. Após esse surto foi realizada uma intervenção que controlou essa endemia devido:

R: Ao desenvolvimento de vacina que ainda não era disponível na época do primeiro surto.

Burro de mais sou.

Rapha.

Anúncios