Tudo o que o homem precisa saber sobre: Sinceridade


 

Como falei anteriormente, pretendo comentar sobre comportamentos e verdades que julgo ser importantes e inerentes em qualquer homem, que em sua integridade como ser que se relaciona com alguém precisa ter. Assim faço uso de um trecho da poesia de Artur da Távola, que vale para todos os outros post que iram seguir sobre o tema:

“Aos que não casaram. Aos que vão casar. Aos que acabaram de casar. Aos que pensam em se separar. Aos que acabaram de se separar. Aos que pensam em voltar.”

Sinceridade é uma chave de segredos ou ato de falar a verdade mesmo sabendo que irá machucar, ofender. Para todos, nada mais é do que uma virtude ou defeito dependendo do ângulo de visão. Sinceridade ainda existe, ela não é qualidade abstrata.

Acredite nas pessoas sinceras, por mais que doa, arrebente, machuque ou magoe. Os bons vínculos são construídos através dessa analise de confiança, porque a sinceridade necessita dessa virtude: confiar. A sinceridade arquiteta: amizades, amores, paixões. Mas quando é enrustida, provoca desilusões, dessas que derrubam qualquer um até o chão da mediocridade.

Não existem vários tipos de sinceridade, assim como não existem três tipos de saudades, quatro de ódio, seis espécies de inveja. A sinceridade é um reflexo de compartilhamento, qualquer relacionamento deve ser construído na base dessa mecânica. Do que adianta estar junto, se na verdade não estamos, preferimos omitir ou mentir a espera de uma rendição. Muitos devem se perguntar “por que falar a verdade? Se mentir é menos doloroso?”. Logo, faço uma analogia, quando mentimos para nós mesmo, qual a sensação quando descobrimos a verdade? A verdade única sobre nossas próprias mentiras. A pessoa que não é sincero consigo mesmo, nunca conseguirá criar relacionamento fortes durante sua vida.

Coisa maravilhosa é a sinceridade, ela encontra um refúgio no seio da amizade, nos relacionamentos, na vida pessoal; sempre existirá perdão para quem for sincero o suficiente. Retirar a sinceridade da amizade é torná-la uma virtude teatral; é desfigurar essa manifestação dos corações.

Que você homem, tenha a força de ser sincero, e verás uma certa coragem difundida em todo o seu carácter, uma independência geral, um império sobre si. Um amor pela virtude. Todo relacionamento que tem como pilar essa sinceridade só pode nascer senão ramos de ouro.

Nunca sabemos quando somos sinceros ou quando podemos ser sinceros. Talvez, precisamos de um pouco mais de incentivo. Mas lembrem-se nem todo ser humano é gente, mas toda gente é ser humano. Seja sempre sincero.

 

Rapha.

Anúncios