Ela não me satisfaz!


polaroidrapha

eita

Vivo pensando o que faziam Adão e Eva, devia ser um tédio pensar dessa forma, um único homem e uma única mulher, onde está à satisfação nisso. Tudo fica sem sabor e sem gosto. Até pode-se agüentar por certo tempo, mas viver nessa vida chega ser um pouco complicado.

A vida poderia ser mais simples e prazerosa tanto que satisfazer vontades e desejos é super interessante quando trabalhado a dois. Porém, nem sempre esse jogo pode ser declarado como forma de entronar satisfações pré-meditadas, acredito e acho isso interessante, é o fato das pessoas renegarem o imediatismo da situação, ou seja, o melhor de tudo é saber improvisar nos momentos certos na hora certa, sem ter nenhuma receita de bolo pré ensaiada como forma de julgamento correto de boa compostura na cama ou em qualquer situação afim.

Vivo a falar sobre sexo recentemente, tem dado “IBOPE” – por isso voltei a falar –, muito na verdade. Dessa vez volto com outro questionamento pertinente, satisfação, será que todo mundo está satisfeito com a vida sexual que leva?  A falta de; e ou o excesso de sexo, faz com que as coisas sejam mais diferentes? Talvez sim, analisando por esse ponto de vista, acredito que tudo pode ser mais alegre quando você tem um bom prazer – a dois, é claro –, ou está em uma situação boa de relacionamento, ao contrário que a falta do mesmo pode gerar, em alguns, um transtorno psicótico, eu vivi algo do tipo, e conheço muitos que passaram e ainda passam por esse processo de penitência e jejum.

Agora a pouco, em uma conversa com um grande amigo, ao qual me deu a idéia do post, ele relata o seguinte “amigo eu to numa fase que to passando os dentes no que surgir… ontem fiquei com uma garota mo nada haver comigo…”. Fiquei pensando nisso, um tanto absorto, e parei para refletir. Realmente ele tem a total razão dos fatos, o importante não é apenas o grau de satisfação que a outra parte proporciona, mas sim o seu próprio entendimento e satisfação do assunto, se você se sentir bem com isso, prossiga e nem pare para pensar. O importante, novamente falo, é viver a cada dia. E estou custando a aprender sobre isso.

O importante não é a satisfação do outro e sim a própria, quando falo que ela não me satisfaz, realmente estou confirmando isso, apenas minha pessoa tem esse direito, a minha satisfação plena esta em mim e somente. Não digo somente no lado sexual, não estou insinuando um culto à masturbação desvairada, mas antes de qualquer relação que posso ter, você precisa está satisfeito consigo mesmo.

Enfim, acho que a pessoa mais esperta no final da história de Adão e Eva foi a cobra, que soube aproveitar todos os minutos de sua vida e satisfazer seus desejos próprios.

Rapha Fernades.

Anúncios