Tentando ser modesto


polaroidraphafinal

Marca NASSAU aplicações2

Não querendo bajular, mas já fazendo. Hoje estudo e, consequentemente, trabalho na melhor Faculdade de ensino superior do Estado de Alagoas. Atualmente minha posição é de total conforto, pois, sei do meu compromisso, tanto como funcionário e como aluno, logo fico orgulhoso em saber que serei muito mais valorizado como profissional.

Segue na íntegra a notícia dessa consolidação:

“O Ministério da Educação divulgou ontem os Índices Gerais de Cursos das Instituições, referentes a todas as universidades, centros universitários e faculdades do país. Em Alagoas, o destaque foi negativo. Uma faculdade particular aparece em último lugar no ranking nacional e apenas uma instituição ganhou conceito 4, de acordo com a pontuação, que vai de 1 a 5.

O indicador, que foi divulgado pela primeira vez no ano passado, atribui notas às faculdades e universidades, levando em consideração a qualidade dos cursos de graduação e pós-graduação. A Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais de Maceió (Fama) teve IGC 1 e ficou em último lugar no ranking nacional.

A faculdade que teve melhor pontuação foi a Maurício de Nassau de Maceió, que obteve 308 pontos e ficou com conceito 4. Já Universidade Federal de Alagoas teve apenas o conceito 3.

Apenas 21 entre as 2 mil instituições de ensino superior avaliadas em 2008 pelo Ministério da Educação (MEC) obtiveram nota máxima no Índice Geral de Cursos da Instituição (IGC).

Entre as universidades com a maior avaliação (IGC 5), 11 são públicas e dez privadas. A nota mais alta ficou com a Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas (Ebape), do Rio de Janeiro, que é particular.

Mais de 300 instituições ficaram sem conceito porque não houve participação mínima dos alunos de alguns cursos no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). A nota da prova é um dos fatores que compõem o Conceito Preliminar de Curso (CPC), utilizado para o cálculo do IGC. O CPC também leva em conta as chamadas “variáveis de insumo”, que consideram corpo docente, a infraestrutura e o programa pedagógico.”

Acesse: http://www.tudonahora.com.br/noticia.php?noticia=62481

Raphael Pereira.

Anúncios