cancelamento das olimpíadas…


polaroidbeta

…de 2012 em Londres é um dos momentos irrelevantes durante as quase 3h do filme 2012.

Pois é, a cada cena eu ficava mais angustiada, o fim do mundo tão próximo, tão na nossa cara e a gente não sabia de nada….até que o Brasil na última semana foi alvo de um apagão que parecia mais uma ação de divulgação do longa.

Quando vi no trailer há uns meses que o Cristo Redentor seria destruído no meio dessa história fiquei super ansiosa para ver isso, afinal, nenhum outro havia tido essa “ideia”, sempre passavam pelos mesmos pontos turísticos: frança, usa e blablabla…

Mas, ao contrário do que esperava, a cena foi apenas um figurante entre centenas de outros. Para não dizer que não vale a pena, tudo que queremos de ação, efeitos especiais e mortes realmente é bem feito.

Sempre utilizando uma temática familiar para tentar mostrar o bom lado do ser humano o longa carrega um John Cusack mostrando seu lado mais sexy (aquele tipo não tô nem aí pra nada) ao tentar ser um bom pai (estilo Tom Cruise em Guerra dos Mundos e Mel Gibson em Sinais),  salvar sua família, salvar a humanidade e tentar não morrer pra poder colher os louros da glória.

Para fazer entender o motivo de toda a catástrofe que estar por vir, o filme explica durante quase 1h algo que ninguém realmente entende, na primeira cena vemos uma tentativa absurda de nos fazer crer que prótons, neutrons e neutrinos são causadores de uma mega destruição, mas, como eu não sou cientista, a única coisa que me faz saber o quão ruim é o que eles estão falando são suas caras de medo, terror e desesperança…

Roland Emmerich, o culpado diretor dessa aventura moderna na busca pela sobrevivência no meio ao caos, é conhecido por essa sua linha de destruição. Quem não se lembra de  O DIA DEPOIS DE AMANHÃ e INDEPENDENCE DAY?

Bom, se você quer assistir a mais uma versão sobre o fim do mundo, com um trabalho excelente de computação gráfica, um protagonista familiar e um Estados Unidos sendo novamente o ponto central tanto da devastação quanto da salvação…então, bom proveito…

– Danny Glover faz um presidente americano com a cara mais boba da história…

– Amanda Peet (a ex-mulher de John Cusack no longa) consegue se agarrar a ele em um recorde de tempo após ficar viúva do atual marido…o que o ser humano não faz pela continuidade da espécie?!!

– incrível como os personagens principais no apoio a chegada de john cusack ao fim do filme morrem sequencialmente de formas avassaladoras.

– se você tiver 1 bilhão de euros vai poder comprar sua passagem para uma arca de noé moderna.

…the end!!!!

Anúncios