Nurse Jackie – o novo HOUSE? Não vamos exagerar…


Se você é aquele tipo de pessoa que gosta da verdade nua e crua, conversas sem papo furado do tipo: como vai você, que dia lindo…. – então vai gostar muito dessa nova série que estreou aqui no Brasil esse ano (mas já tá na segunda temporada no EUA), mas de uma forma quase esquecida. Primeiro por estar passando em um canal não tão comentado – o Studio Universal (antigo Hallmark Channel) que estreou sua grade nesse último domingo dia 7 – e segundo por ainda não ter sido descoberta pelos grandes disseminadores desse meio.

Eu estou falando de NURSE JACKIE, que não tem ninguém famoso, quer dizer, se você é do tipo blockbuster e segue a saga Twilight (Crepúsculo) vai reconhecer o Dr. Carlisle (Peter Facinelli) como um médico bonitão e bobão, mas que nessa primeira temporada ainda não teve um grande status, mas se você é mais do circuito alternativo vai lembrar de Edie Falco que fez Família Soprano e é a protagonista dessa série.

A série se baseia na vida da enfermeira Jackie (daí o título do show), que assim como o Dr. Gregg House de HOUSE M.D, é viciada em remédio pra dor (ele tem dor na perna e ela tem dor nas costas). Se você não assisti assiduamente House ou nunca viu vai achar Nurse Jackie no mínimo interessante, mas apesar desse sentimento despertado não há como evitar comparações.

  House é uma série única, perfeita pra quem esta cansado de ver as coisas iguais na Tv – tipo novela da Globo, hoje em dia só de ver o comercial a gente já sabe o que vai acontecer – é incrivelmente despida de jargões e fórmulas prontas, um humor peculiar e irritadiço do personagem principal faz você se agarrar.

Agora, quando vemos Nurse Jackie a coisa muda de figura, a personagem principal é bem caracterizada pela atriz, e nesse ponto tenho que admitir, em ambas as séries souberam escolher bem os atores para construir esses personagens significativos. O que vejo é o seguinte, quiseram colocar a personalidade do Dr. House nessa enfermeira, mas acabou se tornando uma espécie de cópia pirata, mas ao mesmo tempo bem feita. Ela é seca e sem papas na língua, tem suas próprias considerações do mundo e como ele deve ser. Mas ainda falta algo pra série pegar, talvez numa segunda temporada, mas por enquanto eu estou esperando.

Assistam, é uma boa dica.

Anúncios