Ciúmes


Leia esse texto ouvindo essa música:

Vontade incontrolada de dizer que o meu amor é doentio. Isso é um relato, dos sentimentos mais incomuns que tenho ao te ter ao meu lado.

Sim, não nego, tenho ciúmes de você e da metade das pessoas que estão ao seu redor. Não existe prazer em nutrir algo tão abominável, mas o que posso fazer? Sou humano e sinto o que todos sentem. Ciúmes.

Ciúmes dos seus amigos, da sua família, das árvores que todo dia te vêem passando quando entras e sai de casa. Penso, indago o que faz durante o dia, tarde e noite até nos encontrarmos solitários no mundo que posso chamar de nosso.

Ciúmes dos gatos, do telhado da sua casa, da sua família que te sente presente no decorrer de cada dia. Reflito, imagino, sonho com você todas as vezes que o incansável tempo me permite. Minutos, segundos contados de presença de espírito. O seu espírito no meu coração.

Ciúmes da grama, da terra, das pedras que talvez você chute por onda passa, das pessoas desconhecidas que te vêem na rua, mesmo não sabendo quem seja você. Garanto, sustento e conquisto o direito de te amar, porque, de uma forma ou de outra, o meu amor é, de sublime forma, a melhor coisa que você já me proporcionou em minha vida.

Obrigado, te amo muito. Hoje, sempre e pra sempre. Eu e Você.

Anúncios