Prazer na ponta da língua!


Sexo oral bem feito exige que você esteja totalmente a fim de proporcionar prazer a alguém, sem preconceitos. Embora seja senso comum acreditar que o sexo oral é o contato direto da boca e da língua com os órgãos genitais, o termo se refere a qualquer estimulação sexual dos lábios nas mais variadas partes do corpo. Assim, talvez você se excite sabendo que é você quem tem o poder de estimular alguém desta forma. Talvez você goste da sensação de poder que isso possa te proporcionar. Você pode ver este ato como um envolvimento extremamente íntimo, e se excitar também. Seja qual for seu pensamento, aproveitar este momento é tão importante para você quanto para ele/ela.

Entenda que sentir prazer ou proporcioná-lo é, antes de tudo, a razão pela qual vocês estão juntos, logo, aqui fica algumas dicas para um bom sexo oral:

1.  Relaxe: a melhor forma de usufruir do sexo oral é desfrutá-lo e sentir o gozo de fazer algo bom com alguém. Ou seja, não adianta ficar tremendo na hora H ou ficar com nojo. Sexo oral é seguro, sabendo como se faz e com quem se faz.

2.  Explore: beijos quentes, carícias pelo tórax, costas, pernas e parte interna da coxa, movimentos com a língua pelo abdômen, sussurros e gemidos. Tudo isso e muito mais pode ser utilizado antes de se começar o sexo oral propriamente dito. Aproveite estes momentos para deixar a pessoa ainda mais ansiosa pelo que está por vir.

3.  Mantenha a expectativa: sexo oral é bom, manter o interesse da outra pessoa é ainda melhor. Não se prenda a um único movimento o tempo inteiro. Saiba a hora de parar um pouco, mudar a posição, beijar e dar um tempinho antes de continuar de novo.

4.  Abuse e use da criatividade: que tal transformar um momento íntimo como o sexo oral em algo divertido também? Brinque com sabores utilizando caldas de chocolate, leite condensado ou mel. Mudanças de temperatura também podem acrescentar mais à relação, experimente beber algo bem gelado e logo em seguida acariciar com sua boca a pessoa amada. Algo morno também pode causar outras sensações. No fundo vale experimentar de tudo: água, champanhe, cerveja, sorvete, gelo e até balas mentoladas.

5. Sorria depois: mostre à outra pessoa que você gostou do sexo oral. Se você ficar com uma atitude séria, vai parecer que o foi a pior coisa da sua vida.

Para fazer nele:

1.  Suavidade, sempre: mova seus lábios suavemente. É a melhor forma de quebrar o gelo. Trate de seguir o ritmo da outra pessoa se é suave, ou impor o seu, se não está confortável, mas evite afobação

2.  Use os dentes: umas mordidinhas são bastante excitantes para a maioria das pessoas. Mordidas leves na orelha e mamilos. Vá com calma, mas não deixe de experimentar.

3.  Tempo é dinheiro: ao fazer sexo oral em alguém, você não tem que parar de fazer tudo. Alterne os movimentos de sua boca com os de sua mão/dedos, sincronize-os a fim de maximizar o prazer. Use as mãos como mais um instrumento para excitar. Garanta uma boa masturbação, forneça o além do ofertado e garanta o delírio do seu parceiro.

4.  A hora H: muitas pessoas se questionam sobre o momento do orgasmo, o que fazer? Alguns homens têm fantasias sobre locais onde eles possam ejacular. Muitos homens simplesmente enlouquecem com o pensamento de ter a pessoa amada fazendo de tudo, se vocês não se opõem àucreve nada vão em frente e aproveitem, caso contrário, em comum acordo, vocês podem usufruir melhor do momento fazendo o possível para chegarem ao orgasmo.

5.  Lembre-se dos lugares sensíveis: Demore um pouco mais na glande, não ignore os testículos e massageie o períneo (região entre os testículos e o ânus).

Para fazer nela:

1. Estímulos sonoros: mulheres tendem a reagir muito mais a estímulos sonoros do que homens. Sua parceira com certeza vai gostar de saber que você também está sentindo prazer e sons podem sinalizar isto. Vale tudo, de gemidos à palavras, desde que seja algo que ambos curtam.

2. Olhos nos olhos: não subestime o poder que o contato visual tem sobre sua parceira! Lembre-se que os olhos falam e as mulheres têm um jeito todo especial de interpretá-los.

3. Ponto G, o mito: há, sim, um local que se estimulado da forma correta pode levar sua parceira às estrelas. Muito já se falou sobre o Ponto G e há quem acredite que ele não existe ou que é diferente em cada mulher. Há, no entanto, um local de fácil acesso (o google é seu amigo) que pode ser estimulado com o dedo, por exemplo. Estimule esta região ao mesmo tempo que pratica o sexo oral e observe a reação de sua parceira!

4. Delicadeza:  esta não será a primeira vez que alguém escreveu sobre a forma como tocar, acariciar e estimular uma mulher. O problema é que muitos homens parecem não escutar! Ter delicadeza no trato com sua parceira não se trata de ser cuidadoso ou pegar leve, tudo gira em torno da sensualidade. Aprenda a tocar sua parceira de forma sensual, delicada e que arrepie. Com certeza ela vai gostar.

5. Lembre-se dos lugares sensíveis: Além do próprio clitóris, morda levemente a parte interna da coxa, acaricie leve e lentamente com sua língua as auréolas e o bico dos seios.

Sexo oral é perfeito, mas antes alguns cuidados devem ser tomados. Higienização é de fundamental importância para se manter um contato atrativo e de qualidade.  Lembre-se que algumas DSTs e inflamações podem ser transmitidas via sexo oral. Se você não tem certeza da saúde da pessoa que você se relaciona, vale a pena tomar todas as precauções para que tudo seja seguro para ambos. Agora que você já tem bastante informação sobre o assunto, chegou a hora de praticar e a prática leva à perfeição!

Raphael Pereira e Álysson Correia/artigo publicado na @RevistaDue

Anúncios