Um Bocadinho de Patricia Polayne


Patricia Polayne é uma mulher forte, batalhadora, uma artista completa que faz seu trabalho com empenho dedicação e ainda por cima é mais que talentosa, então, #ComoNãoAmar?  Hoje o Blog Dois Reais apresenta Patricia Polayne!

Uma das mais importantes vozes da música sergipana de todos os tempos, a cantora e compositora Patricia Polayne tem em sua obra, referências que vão da tradição oral à Tropicália, do coco ao Cocteau Twins, da música latina aos ritmos afro-brasileiros.

O estilo musical reinventado pela artista é fruto de um trabalho original e diferenciado de pesquisa e vivência com os timbres de sua região. A fusão entre esses ritmos e outros elementos da música universal resulta em canções e imagens que compõem um delicado e apreciado trabalho autoral.

A artista transita por diferentes linguagens, como o cinema, o teatro, o circo e a poesia.

Tive a oportunidade de conhecer o trabalho de Polayne, através do meu amigo e diretor de teatro David Farias, que com razão, apresentou-me empolgado essa artista tão singular. Após sua pequena temporada de quase dois anos, acredito, em terras alagoanas, PP está no Rio de Janeiro apresentando seu show que já encantou mineiros, baianos, paulistas, pernambucanos, alagoanos, sergipanos e espanhóis. Show do qual eu sentirei falta.

O vídeo e a música:
O vídeo acima traz Polayne em Sapato Novo, uma composição da artista que chega a espantar com tamanha qualidade – perdoem os muitos elogios, mas após conhecê-la vocês vão entender. – Sapato Novo integra seu álbum “O Circo Singular – As canções de exílio” e me conquistou em todos os sentidos.  Além da composição que já citei, a música é bem arranjada, musicalmente é um trabalho admirável, mas vamos para a minha área: INTERPRETAÇÃO.

Patricia me pegou pelos gestos, pelas expressões, pelo sentido que dá a música com o olhar e com sua voz, principalmente. No palco é ela quem realmente conduz o show, no palco é ela que determina o que você vai sentir, Patricia Polayne é um espetáculo em forma de mulher.

“Salve esse progresso dentro dessa bandeira!
Abra mão do destaque e vem pro chão sambar
Chamar um carrego pra ajudar a levar a feira
Queira dividir o peso mesmo que pra aliviar…
Um bocadinho só…”
#ParaCantarJunto

Brinde:
Para deixar esse post ainda mais completo, “de brinde”, DERREDOR: Canção composta por Polayne e Ana Raquel Gama. Conheça também “Aparelho de Memoriar”, “Arrastada”, “Lentes de Contato” e “Camará”.

Derredor – Patricia Polayne

NOTA: Agradecemos muito a vocês, leitores do @Blog2Reais que estão contribuindo como nunca esses últimos dias, para que o blog cresça e seja cada vez melhor. É PARA VOCÊS! E agradecemos também a Nina Becker (@Becker_Nina), citada anteriormente nesta coluna (VEJA AQUI) e nos deixou uma gratificante mensagem no Twitter.

@maylsonhonorato