ORGULHO


polaroidmaylson

amor e orgulho

Olhando nos olhos eu disse: Eu te amo!
Essas palavras ecoaram naquela sala, como se quisessem me atormentar. Do outro lado, você disse: Eu… te… amo… Como se travasse a língua a cada palavra, sem querer e querendo completar essa frase que pode mudar o rumo de uma história.
Eu olhava sem crer para os olhos da mulher que sempre quis, que sempre idealizei e esperei. Incrédulo e extasiado com uma beleza angelical, e sedutora ao mesmo tempo, comendo-a com os olhos, coração batendo acelerado.

Do outro lado, você encostava sua cabeça no ombro do homem que você sempre almejou. Bem sucedido, bonito como o Brad Pitt, calmo, moderado, vaidoso, sorridente, uma beleza séria, e despreocupada ao mesmo tempo, comendo-o, desejando-o com os olhos. – Será o desejo inimigo do amor?

Meu coração acelerava cada vez mais, parecia que eu estava prestes a ter um ataque cardíaco, no entanto eram os pensamentos que atravessavam minha cabeça, feito vultos, a 100km por hora. Detalhes de uma grande história ao seu lado, cores, momentos, emoções, carícias, seu toque em meu corpo, o meu toque no seu, o desejo ardente que nos cercava.
Seu toque em meu corpo era praticamente um “ligar e desligar”. Ao tocar em mim você acendia a chama que poderia durar a noite, a madrugada inteira, mesmo se estivesse chovendo. Tocar em seu corpo seria provocar seu olhar fatal, que me empurrava para o canto da parede ou para qualquer canto, materializando em suor, gritos e loucuras, o desejo que nos cercava.

(…)

Eu: Quero ficar do seu lado.

Você: Demorei tanto pra te encontrar e me sinto tão segura ao teu lado.

Eu: Eu posso não te oferecer a maior segurança que você precisa, mas eu nunca vou mentir pra você. – Mentira. – pensei.

Você: É com você que quero ficar, você é o homem que eu quero.  – Mentira. – Pensou.

Estávamos prestes a mergulhar em lábios que nos ofereciam novas perspectivas, novos caminhos para trilhar e um milhão de coisas pra descobrir. – Eu não quero nada disso.

Descobri: Centenas de pessoas estão “segurando umas”, buscando incansavelmente e inutilmente, forçar motivos e felicidade. – Sorriso esquecido no rosto e pronto.
Não adianta, pensei comigo, não são necessários motivos e a felicidade é estar ao seu lado. De bem comigo. De bem com a vida. Acho que você pensou a mesma coisa. Na verdade não queremos essa perfeição toda.

Eu estava com ela, você estava com ele.
sua imagem na minha cabeça, a minha imagem em seu coração. Palavras, destinos errados, ouvidos errados, falha na entrega. Falhamos com “nós dois”.

– O orgulho, é inimigo do amor.

@maylsonhonorato

“O orgulho é o complemento da ignorância” (Bernard Fontenelle)