Mitos e verdades sobre sexo anal


Cada época é marcada por uma série de tabus, que vão desde o modo de falar ao modo de vestir. E claro que não podia ficar de fora as mais diversas práticas sexuais. Em pleno século XXI, encontramos diversos pensamentos que fortalecem o preconceito em detrimento a essas relações. O sexo anal é mais uma prática para buscar o prazer durante a relação sexual. Por não haver lubrificação natural na região do esfíncter anal, as primeiras experiências podem gerar dor e sangramentos, fatos que podem ser atenuados e até eliminados com o uso de substâncias lubrificantes próprias, a fim de facilitar a introdução do pênis. Devido a essas complicações, o sexo anal é considerado um dos maiores tabus sexuais por despertar curiosidade aliado a prazer, culpa e submissão. Chegando a ser crime em alguns países!

 

O sexo anal faz parte da fantasia sexual de 70% dos homens e 30% das mulheres brasileiras, segundo recente pesquisa divulgada pela Universidade de São Paulo (USP). Esse tipo de penetração é mantido, apenas, em 25% dos casais heterossexuais brasileiros. Logo, muitas dúvidas existem em relação ao fato, abaixo listaremos os mitos e verdades que de fato o sexo anal propicia.

 

1. Sexo anal é coisa de gay? Mito

○     Não. O tabu em volta do sexo anal é, geralmente, associando ao fato dos casais homossexuais o praticarem. Mas, mesmo que o homem seja penetrado pela mulher, não que dizer que ele seja gay. Ser gay significa não apenas sentir atração por pessoas do mesmo sexo, mas também se envolver emocionalmente com elas.

2. Sexo anal dói? Verdade

○     Diferentemente da vagina o ânus não é “super” elástico e não possui auto lubrificação. Portanto é importante que a prática do sexo anal seja feita com lubrificante a base de água e aos poucos, sem pressa.

3. Pode-se ter orgasmos praticando sexo anal? Verdade

○     Essa é uma questão que divide pesquisadores e praticantes. Muitos falam que é apenas possível entre casais homossexuais, mas a verdade é que o prazer pode vir ou não dependendo do modo como o casal encara a prática. Acaba sendo algo pessoal.

4. Sexo anal causa hemorróida ou afrouxamento do ânus? Mito

○     Há quem diga que a pratica de sexo anal leva a hemorróidas, fissuras e até incontinência. Mas, na verdade, sendo algo consensual e tomando os devidos cuidados, é extremamente seguro.

5. Existe uma posição ideal? Mito

○     A resposta é: Depende de você e do modo como você se senti mais confortável. Parece ser de senso comum que a penetração ocorrendo com o casal de lado diminui possíveis incômodos ou dor, mas aí vai depender do que te deixa mais a vontade.

6. É mais fácil pegar alguma doença pelo sexo anal? Mito

○     Mais fácil não é, mas é possível sim. Portanto além da proteção, lembre-se que o ânus possui bactérias que podem ser transmitidas a outras partes do corpo (como a vagina) causando infecções. Higienização é a palavra correta.

7. A dor no sexo anal costuma diminuir de acordo com o tempo? Verdade

○     É claro que pode doer, principalmente se a pessoa não estiver receptiva/relaxada. Mas o fato é que, como qualquer outro músculo, o esfíncter pode sim, aos poucos, relaxar e a prática deixar de ser dolorosa.

8. É comum sangrar durante a penetração? Verdade

○     Podem ocorrer pequenos sangramentos, vindos de alguns vasos sanguíneos que ficam nesta área. Mas, nada alarmante, qualquer dúvida sempre consulte um mádico.

9. É perigoso defecar durante o sexo anal? Mito

○     Não. Mas pode haver um pouco de sujeira se a pessoa não fizer o devido asseio. Lembre-se, também, que mesmo asseado o ânus, como a vagina e outras partes do corpo, possui bactérias. Nunca faça sexo anal e logo depois vaginal sem trocar a camisinha.

10. É preciso usar a camisinha sempre? Verdade

○     Sim, sempre. Os riscos de DSTs e AIDS não são menores para aqueles que praticam o sexo anal.

11. O tamanho do pênis influencia no ato sexual? Verdade

○     Com um pênis menor, o esfíncter terá que se alargar menos, o que leva a uma dor menor. Mas não vá pensando que menor não machuca, há o jeito também, o cuidado que quem penetra deve ter.

12. É mais prazeroso do que sexo vaginal? Mito

○     Mais uma vez, uma pergunta muito pessoal. Podemos concordar que prazer é algo pessoal e intransferível. Deste modo o que proporciona prazer a um, não necessariamente proporcionara a outro. Há toda aquela coisa de que o homem pode sentir prazer por causa da próstata e a mulher não, porém sabemos que nem sempre é assim. Cabe a cada um experimentar aquilo que deseja e então saber se é prazeroso ou não.

Esses são os mitos e as verdades mais comuns entre os casais. Converse com seu parceiro, entrem em consenso. Mudar faz parte e inovar também!

Texto escrito com colaboração de Álysson Correia.

Anúncios